Em 00/03
Até 2002/03 o teatroàparte foi designado por Pó de Palco. Em 2000/2001 Pedro Carmo assumiu a formação e encenação do grupo. Aluno da Escola Superior de Teatro e Cinema e ator de Teatro profissional, Pedro Carmo trouxe ao grupo as mais modernas técnicas de representação. Apologista do método sensorial, levou os atores do grupo a entrar em contacto com técnicas que lhes permitem alcançar a autenticidade em palco através da instalação de memórias, vivências, sentimentos recalcados, entre outras técnicas de aprendizagem, o que se traduziu num importante acréscimo na qualidade da interpretação, com resultados evidentes na peça “Uma Coisa em Forma de Assim...” que subiu ao palco no auditório da Portugal Telecom no Lumiar, mais uma vez integrado no Festival de Teatro Amador – FesTA II. Os lugares do auditório não foram suficientes para a procura de bilhetes nos dois dias de apresentação. Em 2001/2002 Pedro Carmo continuou a encenar o grupo. Entraram novos elementos, que rapidamente foram integrados na dinâmica do grupo. A peça escolhida para levar à cena foi “As Preciosas Ridículas” de Molière, um clássico do Teatro que foi apresentada no FesTA 2002 em maio e reposta em dezembro. No total foram feitas seis apresentações com uma assistência de cerca de 600 pessoas. Pedro Carmo manteve-se com o Pó de Palco na época seguinte (2002/03). O número de elementos do grupo aumentou consideravelmente, pelo que foi decidido reparti-los por duas peças. Estas foram levadas a cena, uma vez mais no âmbito do FesTA, em quatro representações que esgotaram sempre a lotação da sala. Foram apresentadas as peças “A Lição” de Eugène Ionesco e “D. Ferrabraz de Alexandria”, esta numa encenação e interpretação muito diferente da que o grupo tinha levado a cena em 1998/99.

 

teatroàparte / Grupo da Art Tel . 919 520 807 teatroàparte nos media E-mail . info@teatroaparte.pt

Enviando formulário…

O servidor encontrou um erro.

Formulário recebido.

SIGA-NOS

CONTACTOS

BILHETEIRA
teatroàparte 2017 - todos os direitos reservados